Studio Retro

LOGOTIPOS

PROFISSIONAIS

ARTE DIGITAL

CRIATIVO

GERENCIAMENTO

DE REDES SOCIAIS

SITES E LOJAS

PARA NEGÓCIOS

CARDÁPIO

DIGITAL ONLINE

Abridor de letras, já ouviu falar?

Falar sobre tipografia em um projeto de identidade visual ou qualquer outro, é crucial para que a marca possa estabelecer um padrão não só de escrita, mas, de identidade. Assim como em diversas outras regiões do brasil é notável se ver a cultura daquele povo, e no norte do país existe algo no mares é definitivamente impossível de não ser notado, artes feitas por “abridores de letras”.

Par quem não conhece da cultura, os famosos Abridores de letras nada mais é do que um artista profissional que pintam nomes, dizeres e palavras nos barcos, muros e fachadas e outros. Suas letras, hoje vibrantes e ornamentadas, são criadas com maestria e refinamento. Inicialmente, esse talento era aplicado aos barcos, mas agora também se estende às fachadas de comércios e até mesmo residências.

Na capital do estado do Pará, nossa famosa Belém, é impossível não notar todo esse glamour que os Abridores de letras deixam nos barcos e por todos os locais onde são pagos para fazer seu trabalho.

Segundo o site Connectarch, não se sabe ao certo o início dessa arte, como conta Fernanda Martins, designer paulista, quando viajou para Belém, em 2004.

“Sabemos que em meados da década de 1930 iniciou-se a obrigação de identificação dos barcos pela Capitania dos Portos. Os depoimentos dos pintores mais antigos indicam que de início pintava-se letras simples em preto. Depois, as cores começaram a aparecer. Muitos deles citam cursos por correspondência do Instituto Universal Brasileiro, de Publicidade e Propaganda, onde tiveram contato com catálogos de tipos de letras, que contêm modelos de impressão. Lá tiveram contato com as formas decorativas e começaram a copiar. Depois, cada pintor que avistava um barco com uma letra decorada colorida queria fazer uma mais bonita em seu próximo serviço. Desta forma, desenvolveu-se o que chamamos de Letra Decorativa Amazônica.”

Font: Connectarch | Studio Retro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Olá, posso ajudar?
Rolar para cima